Médicos de hospitais em Botucatu e Marília aderiram à paralisação nacional

0
903

Médicos residentes de hospitais de Botucatu (SP) e Marília aderiram à paralisação nacional nesta quinta-feira (24). Uma das reivindicações dos profissionais é a revisão dos salários, que hoje é de R$2.997.Em Botucatu, 300 dos 400 residentes do Hospital das Clínicas pararam as atividades e protestaram dentro do campus da Unesp. Os residentes ainda cobram melhor estrutura, já que faltam equipamentos básicos para o atendimento.

famema

Aproximadamente 150 médicos residentes da Faculdade da Medicina de Marília também cruzaram os braços nesta quinta-feira, segundo representantes da categoria. Esse número representa 90% dos médicos residentes do complexo. De manhã, os profissionais fizeram uma passeata até o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp). À tarde, eles programaram uma doação de sangue no hemocentro e também vão doar alimentos para as famílias desabrigadas pelo temporal da semana passada, em forma de protesto.

famerma

A diretoria da Famema informou em nota que respeita o movimento dos médicos residentes, mas garantiu que os atendimentos de urgência e emergência estão mantidos. Em nota, o Hospital das Clínicas informou que o funcionamento do hospital não sofreu alterações, exceto em alguns ambulatórios nos quais as consultas foram reagendadas para breve. Nas unidades de urgência e emergência , os médicos residentes cumprem suas jornadas normalmente. Os profissionais assumiram o compromisso de cuidar para que o movimento não prejudique o atendimento aos pacientes

Fonte – G1 / Imagens – Reprodução TV TEM