Curso de medicina em Tupã?

0
388

Já pensou na possibilidade de um curso de medicina em Tupã? pois é, isso pode virar realidade!

O Prefeito Manoel Gaspar vai à Brasília tentar viabilizar curso de Medicina para Tupã
Prefeito também se reuniu com Ministro das Cidades, Gilberto Kassab para viabilizar mais moradias populares

O prefeito Manoel Gaspar esteve esta semana em Brasília, onde participou de audiência com o Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, além de se reunir com a equipe técnica do Ministério da Educação para tratar do processo que objetiva a implantação do curso de Medicina em Tupã.
Segundo Gaspar, a visita ao MEC teve por objetivo dar sequência ao trabalho realizado juntamente com o deputado federal Arlindo Chinaglia e o vereador Antônio Alves de Sousa “Ribeirão”, buscando a autorização para abertura de curso de Medicina em instituições privadas, através do Programa Mais Médicos.
Acompanhado da secretária municipal de Saúde, Rosângela Urel, Gaspar apresentou um levantamento da estrutura oferecida pelo município na área da saúde, incluindo leitos hospitalares, a rede de saúde básica formada pelas Unidades Básicas de Saúde e Unidades Saúde da Família, além dos serviços complementares prestados pelo Ambulatório Médico de Especialidades (AME) e pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
Gaspar destacou que Tupã atende a quase todos os critérios de adesão ao Programa Mais Médicos, estabelecidos em 2014, como ter hospitais que podem ser utilizados como hospital de ensino, possuir número suficiente de leitos hospitalares do SUS para oferecer campo de estágio, rede adequada de atenção básica, leitos de atendimento de urgência e emergência, além de estar em processo de implantação do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).
O chefe do Executivo também apresentou dados sobre a demanda regional atendida em Tupã, que hoje é responsável pelo atendimento de diversos municípios da região. Segundo Gaspar, os dados apresentados mostram que Tupã é um polo regional de atendimento na área de saúde e comprovam viabilidade e a necessidade de implantação de um curso de Medicina em Tupã.
Ele destacou ainda que apesar de atender a praticamente todas as exigências do programa, Tupã não poderia se habilitar à pré-seleção por apenas dois fatores técnicos, que são o número de habitantes, com exigência de população mínima de 70 mil habitantes e a distância mínima de 100 quilômetros de outros municípios que já oferecem curso de Medicina.
Segundo Gaspar o impasse poderia ser solucionado se o Ministério da Educação estendesse para todo o país critérios que foram adotados especificamente para atender regiões carentes do Norte e Nordeste e cuja realidade socioeconômica se assemelham com o perfil de nossa região. Nos novos critérios, publicados em abril deste ano, exigência de população mínima é de 50 mil habitantes e a distância mínima de outros municípios que já oferecem curso de medicina cai para 70 quilômetros.
“Além de mostrar dados que justificam a necessidade de instalação de uma faculdade de medicina em Tupã e os benefícios que essa conquista traria para toda a região, durante a reunião também apontamos a necessidade de mudanças nos critérios para adesão dos municípios interessados em se habilitar para a pré-seleção do Programa Mais Médicos, que é o primeiro passo para tentar viabilizar a abertura do curso de Medicina. Nossa proposta é que esses novos critérios fossem adotados em todo o país já que inúmeras regiões não só de São Paulo, mas também de outros estados presentam realidade e necessidades semelhantes às do Norte e Nordeste”.
Segundo Gaspar, os técnicos do Ministério da Educação consideraram justas e coerentes os apontamentos apresentados durante a reunião e afirmaram que as alterações deverão ser incluídas no próximo edital de chamamento público que deverá ser publicado pelo governo federal ainda no 1º trimestre de 2016.
“A reunião no Ministério da Educação foi extremamente positiva pois a equipe técnica já sinalizou a possibilidade de alterações no próximo edital do Programa Mais Médicos, o que possibilitaria Tupã se habilitar para finalmente ter o tão sonhado curso de Medicina, que tantos benefícios trará para a cidade e para toda a região”.
Para o chefe do Executivo, é a implantação de um curso de graduação de Medicina é um dos maiores anseios da população de Tupã e região. Além de ampliar a diversidade de cursos superiores oferecidos no município, o novo curso contribuiria ainda para a formação de mais profissionais, o que ajudaria a minimizar o problema da falta de médicos que hoje atinge praticamente todos os municípios do país.
A implantação do curso de Medicina também atrairia novos estudantes e novos investimentos para Tupã, sendo mais uma grande alavanca para o desenvolvimento do município.

Mais moradias

Durante a viagem a Brasília, Gaspar também se reuniu com o Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, quando ratificou o pedido apresentado no início do ano, para liberação de mais 3 mil unidades habitacionais para o municípios, por meio da 3ª fase do Programa Minha Casa Minha Vida.
Kassab, que já havia apontado a viabilidade do pedido de inclusão do município de Tupã na nova etapa do Minha Casa Minha Vida, se comprometeu mais uma vez a se empenhar ao máximo para viabilizar o pedido.
“O ministro Kassab, que durante audiência realizada em abril já havia determinado à equipe técnica do Ministério das Cidades para que dê uma atenção muito especial ao nosso pedido, garantiu novamente que assim que a governo federal iniciar a próxima etapa do Minha Casa Minha Vida irá trabalhar com carinho para viabilizar novas moradias populares para a população tupãense”.

251115 Ministro prefeito Tupã Foto Bruno Peres (1)