Avião de companhia alemã cai nos Alpes franceses

0
264

Um avião da companhia alemã Germanwings caiu nos Alpes franceses nesta terça-feira (24). O Airbus A320 levava 144 passageiros e 6 tripulantes e ia de Barcelona, na Espanha, para Dusseldorf, na Alemanha.

A direção geral da Aviação Civil francesa disse que o piloto do voo 4U9525 chegou a enviar um pedido de socorro aos serviço de controle aéreo por volta das 10h45 locais (6h45 em Brasília), cerca de 45 minutos após a decolagem.

“Emergência, emergência!”, disse o piloto na mensagem.

O site de monitoramento Flightradar24, especializado em voos, afirmou que o A320 da Germanwings fez uma “anomalia” em sua rota antes de cair. Segundo eles, a aeronave saiu de 38 mil pés e começou a cair vertiginosamente até os 24 mil pés (cerca de 4 mil metros) em cinco segundos. Aos 6,8 mil pés, o contato foi perdido.

Destroços foram encontrados na localidade Meolans-Revel, um vilarejo remoto, no sul da França.

“As condições do acidente não estão claras, mas nos levam a acreditar que não há sobreviventes”, afirmou o presidente da França, François Hollande.

Mais tarde, publicou no Twitter: “Quero expressar solidariedade às famílias das vítimas. É uma tragédia.”

Tanto a Airbus quanto a Germanwings afirmaram que têm conhecimento dos relatos da mídia, mas ainda não podem confirmar que houve um acidente.

“Se nossos temores forem confirmados, será um dia negro para a Lufthansa. Esperamos encontrar sobreviventes”, afirmou o CEO da Lufthansa, Carsten Spohr, no Twitter.

“Fomos informados de um acidente envolvendo uma aeronave A320 e todos nossos esforços estão direcionados para avaliar essa situação. Vamos fornecer novas informações o quanto antes. Nossos pensamentos estão com os afetados por esse evento trágico”, publicou a Airbus no Twitter.

Com base em Colônia, a Germanwings é uma companhia de baixo custo subsidiária da Lufthansa.

É o primeiro acidente aéreo na França em 15 anos, segundo o jornal francês “Le Figaro”.

O governo francês instalou um gabinete de crise e enviou o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, para o local.

Segundo o governo da Espanha, 45 passageiros são espanhóis. A maioria é de alemães.

O avião que caiu tinha 24 anos e estava com a Lufthansa desde 1991. (Com agências internacionais)

00101

Fonte G1