Medo de calote fez Coritiba travar ida de Kazim ao Corinthians

0
159

O presidente do time paranaense, Rogério Bacellar, surpreendeu na última quarta-feira, durante a apresentação de seu elenco, ao revelar que não havia acordo ainda para a saída do atleta de 30 anos. Segundo apurado pela reportagem, receoso com experiências anteriores, ele aguardava por garantias bancárias de que a cifra de R$ 1.200 milhão para a liberação será paga em dia.

Ao todo, a diretoria corintiana dividiu o valor em cinco parcelas.

A primeira delas está prevista para ser depositada no ato.

“Queria ter uma proposta do Corinthians oficial. Tínhamos conversado com eles, mas não tinha vindo nada. Agora, apresentaram hoje pela manhã oferta formulada e à tarde o jurídico vai trazer para que eu possa assinar”, afirmou Bacellar ao ESPN.com.br.

O Coxa enfrenta dificuldade financeiras, reformulou o seu elenco e cogita, inclusive, antecipar parte da receita do contrato assinado com o Esporte Interativo.

A expectativa é de que Kazim assine por dois anos no Parque São Jorge.

Para isso, ele interrompeu as suas férias em Porto de Galinhas, no litoral de Pernambuco, e abriu mão de valores que tinha a receber, como direitos de imagem atrasados.

Na última segunda-feira, o inglês naturalizado turco realizou exames médicos em São Paulo.

Ele deve ser confirmado como quarto reforços do Corinthians para 2017: os atacantes Jô e Luidy e o volante Paulo Roberto foram fechados.