Estádio Alonsão está interditado pela Federação Paulista de Futebol

0
270

Além de buscar novos reforços e organizar a pré-temporada, muitos clubes de São Paulo terão mais uma tarefa neste fim de ano: a regularização de seus estádios.

 

Dentre os 60 times que disputam as primeiras três divisões do Campeonato Paulista (A1, A2 e A3), 31 tiveram seus campos interditados pela federação que comanda o futebol local, em procedimento que tem se tornado comum nas últimas temporadas.

 

No rol de interdições, estão dispostos estádios tradicionais, como o Canindé, que pertence à Portuguesa, o Santa Cruz, do Botafogo de Ribeirão Preto, e do Novelli Júnior, onde atua o Ituano, atual campeão da Série A1. No grupo das 20 equipes da elite, apenas metade possui os laudos técnicos e de segurança aprovados.

 

A mesma porcentagem de interdição figura na Série A2. Porém, a divisão apresentou um contraste: ao passo que estádios modernos, como a Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara, possuem inaptidão para a recepção de partidas, o Estádio Distrital do Inamar, onde joga o emergente Água Santa, em Diadema, apresenta a situação em ordem.

 

A Série A3 é a que possui o patamar mais caótico: 11 dos 20 clubes terão que resolver os problemas em seus respectivos campos para disputarem as partidas em casa.

65684_ori_alonso_carvalho_braga

Confira a lista completa de estádios interditados pela FPF

 

Série A1

 

Botafogo – Estádio Santa Cruz – Ribeirão Preto

Bragantino – Estádio Nabi Abi Chedid – Bragança Paulista

Capivariano – Estádio Carlos Colnaghi – Capivari

Grêmio Osasco Audax – Estádio Pref. José Liberatti – Osasco

Ituano – Estádio Novelli Júnior – Itu

Linense – Estádio Gilberto Siqueira Lopes – Lins

Marília – Estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal – Marília

Mogi Mirim – Estádio Romildo Vítor Gomes Ferreira – Mogi Mirim

Portuguesa – Estádio do Canindé – São Paulo

XV de Piracicaba – Estádio Barão de Serra Negra – Piracicaba

 

Série A2

 

Batatais – Estádio Oswaldo Scatena – Batatais

Ferroviária – Arena da Fonte Luminosa – Araraquara

Guaratinguetá – Estádio Professor Dario Rodrigues Leite – Guaratinguetá

Matonense – Estádio Hudson Buck Ferreira – Matão

Monte Azul – Estádio Otacília Patrício Arroyo – Monte Azul Paulista

Paulista – Estádio Jayme Cintra – Jundiaí

Rio Branco – Estádio Décio Vitta – Americana

Santo André – Estádio Bruno José Daniel

União Barbarense – Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães – Santa Bárbara D’ Oeste

Velo Clube – Estádio Benito Agnello Castellano – Rio Claro

 

Série A3

 

Barretos – Estádio Fortaleza – Barretos

Cotia – Estádio Euclides de Almeida – Cotia

Grêmio Osasco – Estádio Prefeito José Liberatti – Osasco

Internacional – Estádio Major José Levy Sobrinho – Limeira

Primavera – Estádio Ítalo Mário Limongi – Indaiatuba

Rio Preto – Estádio Anísio Haddad – São José do Rio Preto

Santacruzense – Estádio Leônidas Camarinha – Santa Cruz do Rio Pardo

Sertãozinho – Estádio Frederico Dalmaso – Sertãozinho

Taubaté – Estádio Joaquim de Moraes Filho – Taubaté

Tupã – Estádio Alonso Carvalho Braga – Tupã

Votuporanguense – Estádio Dr. Plínio Marin – Votuporanga

 

Fonte: Tupã notícias