Bauru confirma primeiro caso de zika vírus em grávida

0
608

Secretaria de Saúde de Bauru (SP) confirmou nesta terça-feira (26) o primeiro caso de zika vírus registrado na cidade desde que a notificação da doença se tornou obrigatória, em 2015. Ainda de acordo com o secretário de Saúde, Fernando Monti, esse também é o primeiro caso autóctone –  contraído na própria cidade – registrado em gestante no estado de São Paulo.

“Esse é primeiro caso de gestante que contraiu o zika em uma cidade do estado de São Paulo. Os sintomas duraram cerca de 10 dias e ela não apresentou febre, mas o resultado positivo para o zika foi confirmado no final da tarde de ontem [segunda-feira, 25]. A nossa preocupação é a asssociação do zika vírus com a microcefalia.”, afirma.

A Secretaria de Saúde do Estado informou que ainda não recebeu a notificação do caso de Bauru. De acordo com o órgão, o município tem até três meses para informar os casos. Segundo o último levantamento da secretaria, quatro casos de zika vírus foram confirmados no estado de SP entre 2015 e início deste ano e 18 casos de microcefalia relacionado ao vírus são suspeitos também neste período.

A informação da paciente, de 32 anos, com zika vírus foi confirmada em uma coletiva de imprensa realizada na tarde desta terça-feira em Bauru, com a presença do secretário e do prefeito, Rodrigo Agostinho. Eles informaram também que a Secretaria de Saúde municipal vai intensificar os trabalhos na região onde a gestante mora, no bairro Pousada da Esperança, e também no local onde ela trabalha, no Alto da Cidade.

Ainda segundo as informações passadas pelo secretário, essa é a terceira gestação da vítima e ela está com 21 semanas. Ela procurou o atendimento médico no dia 27 de dezembro na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Mary Dota.

“Ainda não foi identificada nenhuma alteração no bebê, mas a gestante vai ser acompanhada por uma equipe médica do ambulatório de gestação de alto de risco e também pelo centro de referência de moléstias infecciosas”, completa o secretário.  Fernando Monti disse ainda que mais dois casos suspeitos em gestantes estão sendo investigados.

1º caso em Botucatu
A Secretaria de Saúde de Botucatu confirmou nesta terça-feira o primeiro caso de zika vírus no município. A vítima é uma mulher de 56 anos, moradora do Jardim Paraíso, que foi infectada na cidade de Cáceres (MT), após viagem feita no fim do ano passado. Os primeiros sintomas da doença surgiram antes de voltar a Botucatu, no início janeiro. Ela não precisou ser internada e se recuperou em menos de uma semana.

De acordo com a Vigilância Ambiental em Saúde (VAS), todas as medidas de investigação epidemiológica já foram tomadas como forma de rastrear possível proliferação da doença.

Fonte: G1/bauru